Adesão ao tratamento

Olá pessoas queridas que acessam este blog!

Estive aqui, com meus botões, refletindo sobre uma questão. De tanto receber mensagens e depoimentos de pessoas que têm transtornos como o meu, reclamando sobre os efeitos colaterais dos medicamentos, do descaso dos profissionais de saúde e da família, etc… cheguei a uma conclusão. Eu nunca tinha pensado nisso, mas acompanhem meu raciocínio:

Dizem que nós, principalmente os bipolares, não aderimos ao tratamento. Que isso é uma das características peculiares que nos define. Mas quando um de nós, se submete humildemente aos ditames da medicina psiquiátrica e da psicologia, o que costuma acontecer? Teremos sorte se não ficarmos obesos e inchados. De uma hora para outra perdemos um pedaço de nossa identidade e ganhamos quilos e sensações tão horríveis de acúmulo de líquido que mal conseguimos fechar nossas mãos. É assustador! Devastador também. Daqui a pouco, fazemos exames e descobrimos que nossos fígados, rins ou tireóides ou todos juntos estão começando a reclamar dos remédios. Se tivemos sorte, teremos uma tireodite – como foi meu caso. Na pior das hipóteses uma cirrose medicamentosa ou qualquer outra coisa medonha! De repente, éramos descompensados e passamos a ser feios, doentes, sem brilho, sem graça, sem identidade. Quem quer ficar assim????

Aí, vamos aos profissionais reclamar dessas coisas e eles acham que estamos reclamando porque somos doidos, caprichosos, teimosos, resistentes ao tratamento! E não alteram em nada nosso tratamento ou mudam uma coisinha aqui outra ali. Se reclamamos que estamos inchados, nos mandam fazer drenagem linfática! Drenagem linfática!!! Drenagem linfática??? Como assim? Pergunte se eles tomariam um remédio que os deixasse inchados como umas bolas? Com o fígado podre, com a tireóide lenta? É claro que vão nos dizer que sim, que tomariam os remédios! Mas eu duvido!!!!

É por isso, minha gente, que reforço aqui o que já disse muitas outras vezes nesse blog: pesquisem por conta própria, consultem vários profissionais, testem os tratamentos e exijam respeito, demonstrem que sabem das coisas, não se deixem ser tratados como loucos! Vamos lutar para melhorar nossas condições. E que possamos aderir alegremente aos tratamentos, desde que estes tragam bem estar e qualidade de vida de modo amplo!

Publicado em Sem categoria