Impaciência com a presença do outro

 

 

 

Não sei se é coisa minha ou vocês sentem o mesmo, mas depois de um certo tempo fico agoniada com visitas. Gosto dos meus amigos, gosto de encontrar as pessoas, gosto que fiquem algum tempo comigo, mas tem que ser homeopático, em doses pequenas.

Alguém em minha casa, querendo minha atenção e dormir comigo começa a me incomodar. Fiquei impaciente ontem. Estava com um amigo de quem gosto muito e até temos uma relação que vai além do comum, mas uma coisa é fazer sexo, outra coisa bem diferente é dormir junto. Tive um amante que dizia que dormir junto é muito mais íntimo que fazer sexo. Nunca antes tinha pensado a respeito, mas a cada ano que passa (e olha que o comentário dele foi em 1998) eu tendo a concordar mais!

Eu já não tinha dormido direito no dia anterior e ontem estava brabo. Minha cama é de casal tamanho padrão. Como durmo sozinha acostumei a me espalhar “como uma estrela do mar” já dizia minha irmã. E a presença de outro ali já causa um certo impacto. Aí o amigo começou a roncar. Foi um carnaval!! Será que se eu estivesse apaixonada isso não me incomodaria? Pensei em um certo homem por quem eu me arrasto se for preciso e não me vi tão incomodada. Acho que conseguiria relaxar e dormir mesmo que ele estivesse tocando tambor do meu lado. Mas, como nunca tive a oportunidade não posso ter certeza.

Enfim… Sei que no meio da noite peguei o travesseiro e fui para o outro quarto (ainda bem que tinha essa opção). Às 6h da manhã percebo um movimento. Meu amigo pegou seu banquinho, saiu de mansinho e nem deixou bilhete. Não sei se ele se ofendeu ou teve uma emergência. Talvez eu descubra depois ou nunca mais. Só sei que não tenho mais paciência com a presença do outro por muito tempo. Será que isso é coisa de bipolar??

Publicado em Sem categoria